Nós estamos disponíveis para o planejamento da sua viagem em diversos canais:

+55 11 3231-4422
gsptravel@gsptravel.com.br
Av. Brig Faria Lima, 1912 - 12º Andar - Cj 12A São Paulo/SP - Brasil - CEP: 01541-907
Redes Sociais
GO UP
Image Alt

6 LUGARES PARA ESQUIAR AO REDOR DO MUNDO

Fuja do calor e aproveite a neve

6 LUGARES PARA ESQUIAR AO REDOR DO MUNDO

Enquanto o sol queima a pele dos brasileiros na maioria dos estados de nosso país, em outros lugares do mundo o que reina é a neve!

 

Para aqueles que desejam trocar o suor pelo calafrio e a praia pelo esqui, listamos 6 destinos que estão com o modo “frozen” ligado.

Confira os melhores lugares para esquiar, praticar snowboarding ou apenas fazer um belíssimo boneco de neve:

 

Vail – Colorado, EUA

A temporada de esqui em Vail começa em novembro e vai até abril. A região possui dezenas de atividades diferentes para desfrutar dos floquinhos de neve e é considerada a maior área de esqui dos Estados Unidos.

Dividida em quatro charmosas vilas (Vail Village, LionsHead, Golden Peak e Cascade Village), a cidade é vizinha da famosa Aspen, porém, com a vantagem de ser menos badalada.

 

Independente do seu nível técnico, a maioria dos resorts em Vail possui instrutores (alguns até falam português), aluguel de equipamentos e pistas de diferentes níveis (193 ao todo) para aqueles que desejam se aventurar no esqui, snowboard ou qualquer outro esporte de neve.

 

Vail é perfeito para uma viagem em família ou a dois.

 

Whistler – Canadá

Sede das Olimpíadas e das Paraolimpíadas de Inverno em 2010, Whistler é sinônimo de adrenalina na neve. Localizada entre as montanhas da Columbia Britânica, a cidade é o destino ideal para os amantes de esportes radicais.

Lar de algumas das melhores estações de esqui do mundo (eleita por 5 anos consecutivos), a Whistler tem estrutura invejável, com restaurantes, vida noturna agitada, hotéis luxuosos e muitas lojas incríveis.

De novembro a abril, a cidade fica coberta de neve e aí é que Whistler brilha de verdade. O Peak2Peak, por exemplo, é uma das atrações mais procuradas pelos turistas. Apesar de funcionar durante todo o ano, é na temporada mais fria que o passeio faz sucesso.

 

Trata-se de um teleférico que liga as montanhas de Whitler e Blackcomb. O passeio todo tem 4,4 km de extensão e fica a 346 metros do solo. É o mais longo e mais alto meio de elevação do mundo!

 

Se puder esperar, pegue o bondinho prateado (a maioria deles é vermelha), o chão deles possui uma área central feita de vidro que permite que você acompanhe a paisagem, literalmente, de cima!

 

Chamonix, França

Outro clássico dos fãs de neve, Chamonix-Mont-Blanc (ou apenas Chamonix) é uma das regiões de maior importância turística durante o inverno europeu.

Um verdadeiro paraíso para alpinistas, a cidade fica encostadinha no pico mais alto dos alpes franceses, o Mont Blanc, com 4.810 metros de altura.

Além do óbvio apelo esportivo, Chamonix também possui atrações para os menos aventureiros. O Mer de Glace (ou Mar de Gelo), por exemplo, é um passeio imperdível desde o início! Para chegar a esse cenário deslumbrante, é necessário embarcar em um charmoso trenzinho vermelho o Montenvers Mer de Glace. O comboio sai do centro da cidade (outra parada válida em Chamonix) e a subida até o Mer de Glace leva meia hora, uma atração à parte!

Além do Mar de Gelo, você também terá acesso ao Grotte de Glace, uma espécie de palácio todo feito de gelo com várias atrações.

 

St. Moritz – Suíça

O destino de inverno mais famoso da Suíça não poderia faltar nessa lista! St. Moritz é cercada de picos encobertos por gelo, possui três zonas de esqui interconectadas e todas elas têm uma vista deslumbrante!

Charmosos chalés, restaurantes gourmets, galerias de arte e museus atribuem a região um status de elegância e sofisticação. Além disso, foi em St Moritz que surgiu a primeira escola de esqui na Suíça, em 1929!

Durante o inverno, em uma de suas pistas naturais, a cidade promove a Olimpíada de Bob Run. Trata-se de um esporte onde os atletas ficam dentro de uma espécie de trenó e descem como foguetes em uma pista cheia de curvas. Uma atração que merece um espacinho no seu roteiro.

Outro grande motivo pelo qual as pessoas vão à St. Moritz, além das estruturas voltadas para esportes na neve, são os tratamentos para a saúde. As águas termais minerais e a lama dos pântanos alpinos têm propriedades medicinais.

Ou seja: depois de curtir todos os tipos de esporte na neve, você tem a possibilidade de relaxar na água quentinha!

Agende sua visita de novembro a abril!

 

Valle Nevado – Chile

Há poucos quilômetros de Santiago (60 km ao leste), o Valle Nevado é um dos mais modernos centros de esportes de inverno da América Latina. São 37 quilômetros de pistas, 3 hotéis, centro comercial, bares, pubs e restaurantes, tudo em um único complexo.

Só a imagem da Cordilheira dos Andes coberta de neve já faz a viagem inteira valer a pena! Por ser um vizinho bastante próximo do Brasil, o Valle Nevado é um destino popularmente incluso nos itinerários dos brasileiros que visitam Santiago.

 

Por lá, a temporada de esqui começa por volta de junho e se encerra na última semana de setembro. Dá para curtir a neve dentro ou fora das férias escolares.

 

Independente se você é do tipo esportivo ou não, a diversão é garantida nessa estação de esqui chilena. Que tal descansar na piscina aquecida ao ar livre e com vista para a Cordilheira? Prefere uma coisa menos à vontade? Diariamente os hotéis promovem o Après Ski, uma espécie de happy hour com tudo que você merece para repor as energias gastas durante o dia e se aquecer um pouco.

Vai visitar o Valle Nevado? Não se esqueça de assistir ao pôr do sol, você não vai se arrepender!

 

Himachal Pradesh – Índia

Quando pensamos na Índia temos uma ideia fixa do cenário do país, certo? Um lugar quente, deserto, com vacas pelas ruas e muito trânsito.

Bom, seja lá qual for sua ideia sobre a Índia, muito dificilmente a palavra “neve” estará entre as características principais de sua lista, não é? Visitando Himachal Pradesh durante o mês de janeiro você mudará de ideia!

Por aqui, é mesmo necessário ser um fã de aventuras, pois a única maneira de adentrar a região é de helicóptero! A experiência de descer esquiando a Cordilheira do Himalaia indiano, a mais de 5 mil metros de altura, é no mínimo inesquecível.

O nível de destreza para esquiar em Himachal Pradesh é tão alto, que antes de qualquer atividade os praticantes precisam passar por um treinamento sobre avalanches!

Se você é do tipo que prefere apenas aproveitar a vista, pode estabelecer “acampamento” em Manali, uma cidadezinha charmosa na região que mistura o “caos” indiano com paisagens extraordinárias.

 

Quer desfrutar da neve o ano inteiro? Entre em contato conosco e vamos elaborar sua turnê de esqui juntos!